Pular para o conteúdo
Anúncio
Início » Baixa histórica da Selic favorece a renegociação de financiamentos imobiliários e economia chega a 50%

Baixa histórica da Selic favorece a renegociação de financiamentos imobiliários e economia chega a 50%

Anúncio

Você com certeza já ouviu falar da Taxa Selic nos últimos tempos, principalmente em período de pandemia. Mas o que muita gente não sabe é como isso impacta nas suas dívidas. A Taxa Selic nada mais é do que a taxa básica de juros da economia brasileira. Sendo assim, é nela que os bancos se baseiam para precificar os seus produtos financeiros.

Após tantos anos com a Selic mais alta, o brasileiro se acostumou com as taxas de juros elevadas, se acostumando a pagar o dobro, triplo ou até quatro vezes mais o valor do produto financiado. Porém, com o contexto da pandemia do COVID-19, que afetou a economia mundial, a Taxa Selic sofreu uma grande queda, chegando a 2% em 2020. Essa foi a taxa mais baixa da história brasileira.

Nesse sentido, uma porta se abriu para os tomadores de crédito: as melhores condições em relação aos juros. Ou seja, desde 2020 quem precisa de crédito tem encontrado condições melhores para isso, com juros baixos. 

Mas e pra quem fez um financiamento antes da baixa?

A grande questão aqui é para quem fez algum financiamento até o ano de 2019. O que a maioria dessas pessoas não sabe é que, mesmo tendo feito essa contratação antes da baixa da Selic, existe a possibilidade de se aproveitar desse momento para fazer uma renegociação.

Anúncio

O que viabiliza isso é a Lei Federal de Alienação Fiduciária 12.703 e a Resolução nº 4.292 do Banco Central, os quais permitem e regulam a portabilidade de financiamento imobiliário, caso o cliente encontre melhores condições para a sua dívida.

A portabilidade é basicamente uma transferência de dívida de um banco para outro, que oferece melhores condições ao cliente. Se esse é o seu caso, saiba que a portabilidade te possibilita participar desse momento favorável, com baixa taxa de juros, em busca de uma economia no seu financiamento imobiliário.

O tempo corre contra você 

Porém, existe um ponto de atenção: a tendência é que a Taxa Selic continue a subir. Inclusive, o Comitê de Política Monetária (Copom) já iniciou sua estratégia de controle e aumentou a taxa para 3,5% em maio de 2021.

Isso indica que o cenário pode voltar a ter altas taxas de juros ainda no ano de 2022, o que desfavorece os tomadores de crédito. Portanto, se você tem um financiamento e deseja economizar o seu dinheiro, você precisa começar a buscar a renegociação.

Portabilidade não é tão simples como parece

Mas o processo de portabilidade não é tão simples se você não tiver as informações certas, pois envolve uma competição entre bancos e interessados em ficar com você como cliente. Porém, é justamente essa possibilidade que abre caminho para o cliente renegociar.

“Com a portabilidade, o cliente ganha poder de barganha com o seu próprio banco, que não quer perder aquele financiamento. Se não houvesse a possibilidade de fazer a portabilidade, dificilmente ele conseguiria renegociar sua dívida”, afirma Caroline Aguiar especialista em financiamento que lançou o Método Corta Juros.

O método reúne o passo a passo para quem deseja realizar uma renegociação de financiamento imobiliário com o seu banco 100% amigável, sem nenhum risco de perder o imóvel por exemplo. Além disso, o método permite economias de até 50% no valor total financiado de uma forma simplificada.

Opinião do editor

Você não precisa ser um especialista no assunto, mas caso queira economizar milhares de reais, é importante que busque as informações certas para o momento. Isso requer muito cuidado na escolha das fontes de informação que você vai perseguir, afinal, não é o seu gerente quem vai te ensinar a economizar no financiamento pelo qual ele recebe comissão.

Portanto, cursos com especialistas no assunto que falem uma linguagem simples e seja imparcial são as melhores escolhas. Um exemplo é o Método Corta Juros, que te ensina como fazer e exatamente a estratégia para conseguir efetivar 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *