Pular para o conteúdo
Anúncio
Início » O que é necessário para liberar um financiamento de construção?

O que é necessário para liberar um financiamento de construção?

“O que é necessário para liberar um financiamento de construção?”: atualmente, uma das melhores opções para captar recursos e construir uma casa é por meio do financiamento oferecido pela Caixa Econômica Federal.

Anúncio

No entanto, muitas pessoas deixam de buscar esse tipo de financiamento devido à crença de que é um processo difícil e burocrático e com a dúvida.

Neste artigo, vamos esclarecer todas as informações que a Caixa analisa para aprovar um financiamento de construção.

Vamos abordar tanto a aprovação de crédito quanto a aprovação do imóvel a ser construído.

Aprovação de crédito para construção

Primeiramente ao solicitar um financiamento para construção, passamos por dois momentos de aprovação.

Anúncio

O primeiro é a aprovação de crédito, que consiste no envio de documentação para a Caixa, a qual avaliará se concederá o crédito e qual será o valor aprovado.

Nome limpo

Um dos fatores fundamentais analisados pela Caixa é a situação do nome da pessoa solicitante.

É essencial que o nome esteja limpo, ou seja, sem restrições nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Isso é importante, pois o banco precisa ter a segurança de que está emprestando dinheiro a uma pessoa com bom histórico de crédito.

Comprovação de renda

Conheça sobre a documentação exigida para o financiamento: quais são os documentos para um financiamento para construção?

Outro aspecto crucial é a renda do solicitante, que é o principal fator que influencia o valor aprovado pelo banco.

A Caixa aceita comprovações de renda formal, como contracheques para trabalhadores CLT.

Os três últimos pró-labores ou a última declaração do Imposto de Renda para autônomos e empresários.

É importante ressaltar que, ao utilizar a declaração de Imposto de Renda, é necessário enviar também o recibo de pagamento.

Limite de comprometimento da renda

Existe uma regra que determina que apenas 30% da renda mensal bruta pode ser comprometida com prestações de financiamentos, seja para construção ou outros tipos.

Por exemplo, se uma pessoa ganha R$10.000 por mês, ela poderá ter prestações de até R$3.000 em seu nome.

Esse limite é crucial para o banco avaliar o valor aprovado, considerando a capacidade de pagamento do solicitante.

É importante mencionar que se a pessoa já possui outros financiamentos em seu nome, isso afetará a aprovação de crédito e poderá resultar em um valor menor de financiamento.

Idade do solicitante

A idade também é um fator que influencia o valor aprovado pela Caixa.

Existem prazos máximos de financiamento, e o banco estabelece que as prestações só podem ser pagas até que a pessoa atinja a idade de 80 anos e seis meses.

Por exemplo, se uma pessoa tem 70 anos, ela só poderá pagar prestações por 10 anos. Isso significa que as prestações serão maiores, e consequentemente, o valor do financiamento será menor.

Análise do imóvel a ser construído

Além da aprovação de crédito, a Caixa Econômica Federal também realiza uma análise do imóvel a ser construído para aprovar o financiamento.

Essa etapa é importante para garantir a segurança do investimento e verificar se o imóvel está conforme as normas e padrões exigidos pelo banco.

Projeto e orçamento

Conheça sobre a documentação exigida para o financiamento: quais são os documentos para um financiamento para construção?

Primeiramente é necessário apresentar à Caixa o projeto arquitetônico completo da obra, que deve ser elaborado por um profissional habilitado, como um arquiteto ou engenheiro.

O projeto deve conter todas as informações necessárias, como plantas, cortes, fachadas, especificações técnicas e detalhamento dos materiais a serem utilizados.

Além do projeto, é preciso apresentar um orçamento detalhado da obra, incluindo todos os custos envolvidos, como mão de obra, materiais, equipamentos, serviços complementares, entre outros.

A Caixa irá avaliar se o orçamento está compatível com o valor do financiamento solicitado.

Regularidade do terreno

O terreno onde será construído o imóvel também é analisado pela Caixa.

É necessário apresentar a documentação que comprove a regularidade do terreno, ademais como a matrícula atualizada do imóvel e certidões negativas de débitos municipais, estaduais e federais.

Além disso, é importante verificar se o terreno está localizado em uma área regularizada, devidamente cadastrada e com infraestrutura adequada, como acesso à água, energia elétrica, esgoto, entre outros.

Análise da viabilidade

A Caixa realiza uma análise de viabilidade do imóvel, verificando se o projeto está de acordo com as normas de construção e se a obra é viável do ponto de vista técnico.

São avaliados aspectos como a segurança estrutural, ademais a qualidade dos materiais utilizados, a adequação às normas de acessibilidade e às exigências ambientais.

Aprovação do habite-se

Após a conclusão da obra, é necessário obter o habite-se, que é o documento emitido pela prefeitura atestando que o imóvel está conforme as normas e regulamentos municipais.

Esse documento é essencial para a Caixa aprovar o financiamento, pois garante que o imóvel foi construído de forma regular e está apto para ser habitado.

https://youtu.be/sD45M-NeZ14

Conclusão

O processo de aprovação de financiamento para construção pela Caixa Econômica Federal envolve tanto a análise de crédito do solicitante como a análise do imóvel a ser construído.

É importante estar com o nome limpo, ter uma comprovação de renda adequada e respeitar o limite de comprometimento da renda.

Além disso, é necessário apresentar um projeto e orçamento detalhados, comprovar a regularidade do terreno e garantir a viabilidade técnica da obra.

Obtendo todas as aprovações necessárias, ademais é possível obter o financiamento e dar início à construção do imóvel desejado.

Conheça sobre a documentação exigida para o financiamento: quais são os documentos para um financiamento para construção?