Pular para o conteúdo
Anúncio
Início » Como Fazer Consorcio? [Guia Definitivo]

Como Fazer Consorcio? [Guia Definitivo]

como fazer consorcio

Como fazer um consórcio?

Anúncio

Neste guia definitivo vou te mostrar o passo a passo de como fazer um consórcio

Muitas das vezes ficamos com dúvidas em como comprar um carro, ou um imóvel, sem dinheiro, o consórcio é uma ótima opção para você

Veja bem

Então os consórcios oferecem uma alternativa atraente para aqueles que não possuem os meios financeiros para adquirir um bem por conta própria.

Anúncio

Mas nesse modelo de aquisição, pessoas se unem para comprar bens como veículos, imóveis, viagens e mais.

Então a grande vantagem do consórcio é a possibilidade de acesso a esses bens ou serviços, algo que muitos participantes talvez não pudessem adquirir individualmente – e sem acúmulo de juros.

O que é o consórcio?

O consórcio é uma forma de autofinanciamento destinada à aquisição de bens móveis.

Então, nesta modalidade, tanto pessoas físicas quanto jurídicas se reúnem com o objetivo comum de construir uma espécie de poupança conjunta.

Mas os recursos reunidos são administrados pela empresa de consórcio, que deve possuir autorização do Banco Central e está sujeita à sua constante supervisão.

No processo do consórcio, em geral, são realizados lances e sorteios para determinar o contemplado que receberá o bem naquele momento.

Porque esse modelo foi desenvolvido no Brasil, tornando-se muito popular entre os brasileiros.

Então o consórcio teve início em 1960, quando funcionários do Banco do Brasil se uniram para comprar veículo.

Mas isso aconteceu num período em que os brasileiros enfrentavam dificuldades para obter crédito no mercado.

Porque dado que o consórcio começou com o mercado de automóveis e foi fundamental para o crescimento dessa indústria, as montadoras passaram a ter alta experiência nesse campo.

Mas gradualmente, o consórcio foi amplamente adotado para a compra de outros bens, como imóveis, por exemplo.

como fazer consorcio

Como funciona um consorcio?

Qual o funcionamento do consórcio em betim. Os consórcios são reuniões de pessoas com um objetivo em comum, geralmente para custear a aquisição de um bem ou serviço.

Então cada participante paga uma parcela mensal, e todas as cotas possuem o mesmo valor. Tanto o montante quanto o prazo das parcelas são estipulados em contrato.

Mas as parcelas mensais formam o fundo comum, utilizado para o pagamento do item ou serviço selecionado pelo grupo.

Então quando sorteado, o consorciado recebe uma carta de crédito, usada para adquirir o bem desejado.

Para ingressar em um consórcio, é necessário comparecer a uma das empresas autorizadas pelo Banco Central, apresentando documentos pessoais e comprovante de renda.

Então o valor das parcelas e o crédito disponível variam conforme o produto escolhido

Como fazer um consórcio

Passo a passo de como fazer um consórcio em Betim

1. Adesão ao plano Existem três formas de ingressar em um consórcio:

  • Entrar em um grupo já formado com cotas disponíveis.
  • Ocupar o lugar de um consorciado desistente.
  • Adquirir a cota de um participante por transferência.

2. Pagamento das parcelas

O pagamento das cotas é definido no contrato, tanto em valores quanto em regras para possíveis ajustes. As parcelas compreendem valores destinados ao fundo comum, taxa de administração e fundo de reserva.

Mas para participar do sorteio e obter a carta de crédito, todas as parcelas devem estar em dia. O saldo devedor pode ser quitado antecipadamente, antecipando as parcelas antes do vencimento.

Então após a contemplação, o consorciado continua pagando o consórcio até a quitação total, encerrando sua participação no grupo.

3. Assembleia

As assembleias mensais incluem sorteios e lances para os consorciados selecionados.

4. Contemplação

Quando contemplado, o consorciado pode utilizar a carta de crédito para adquirir o bem ou serviço.

O sorteio, pré-estabelecido em contrato, geralmente ocorre mensalmente.

Mas, antes do sorteio, o consorciado que deseja ofertar um lance deve informar a administradora sobre o valor oferecido para tentar antecipar a carta de crédito.

5. Aquisição do bem

A carta de crédito é usada para adquirir o bem ou serviço, proporcionando ao consorciado o valor total contratado.

Então, com a carta em mãos, o contemplado realiza a aquisição conforme contratado. Valores excedentes ou restantes podem ser direcionados para pagar parcelas futuras.

Mas caso não seja utilizado imediatamente, o valor é investido conforme acordado em contrato.

Então, em aquisições feitas por lance, o valor ofertado é descontado da carta, com o restante utilizado para o bem, incluindo taxas e impostos obrigatórios para uso e regularização.

Em consórcios de veículos, até 10% do valor pode ser usado para pagar o IPVA, com valores deduzidos do crédito

Quais são as regras fundamentais dos consórcios?

Como fazer consórcio em Betim: No Brasil, os consórcios são regulamentados pela Lei Federal nº 11.795, estabelecida em 2008.

Então essa lei determina diretrizes cruciais, abrangendo desde a assinatura do contrato até a concessão da carta de crédito.

Segundo essa legislação, o Banco Central é o órgão responsável por regulamentar, coordenar, supervisionar, fiscalizar e controlar todas as atividades relacionadas aos consórcios em território brasileiro.

Porque empresas que desejam operar como administradoras de consórcios devem passar pela avaliação do Banco Central.

Mas a instituição analisa a idoneidade e a capacidade dessas empresas para cumprir os compromissos assumidos com os participantes.

Além disso, o Banco Central fiscaliza rigorosamente as atividades das administradoras para garantir a continuidade da idoneidade e da estabilidade financeira, assegurando a segurança dos participantes.

Dessa maneira, as normas que regem os consórcios têm respaldo do Governo Federal e do Banco Central.

Principais regras dos consórcios:

Entre as regras mais relevantes dos consórcios, destacam-se:

  • Em casos de desistência, é viável continuar participando dos sorteios ou dar um lance para receber o reembolso das parcelas pagas antes da desistência.
  • É possível quitar um financiamento bancário utilizando a carta de crédito obtida no consórcio, após a contemplação por sorteio ou lance, desde que o consórcio seja referente ao bem que será quitado.
  • Administradoras de consórcio podem legalmente oferecer consórcios para serviços como viagens, intercâmbios e cirurgias plásticas.
  • O Banco Central tem o poder de suspender as operações de administradoras que não mantenham uma relação respeitosa com os clientes.

Como são calculadas as parcelas do consórcio?

O cálculo das parcelas de um consórcio é baseado em três componentes fundamentais:

Fundo Comum: compõe o valor total do bem ou serviço; Taxa de Administração: remuneração destinada à administradora do consórcio; Fundo de Reserva: reserva financeira para possíveis contingências.

Então, assim, o Fundo Comum representa a quantia paga pelos consorciados para a aquisição do bem ou serviço, contribuindo para o saldo destinado à contemplação mensal do grupo.

A Taxa de Administração é a remuneração cobrada pela empresa que administra o consórcio.

Mas é importante não confundir esse percentual com os juros de um financiamento, uma vez que a administradora tem liberdade para estabelecer essa porcentagem.

O Fundo de Reserva atua como um mecanismo de proteção ao grupo. Então ele garante que os sorteios e a concessão de crédito ocorram sem problemas, mesmo que haja inadimplência por parte de um dos consorciados.

Porque esses valores são determinados após a divisão do montante total pelo número de meses, participantes e outros termos estipulados no contrato. No entanto, essas parcelas passam por ajustes periódicos

Por que as parcelas sofrem reajustes?

Os reajustes são implementados para garantir que o valor da carta de crédito se mantenha compatível com o custo do bem a ser adquirido, independentemente do momento da contemplação.

Por exemplo, em um consórcio imobiliário, uma propriedade que custa R$150 mil hoje pode chegar a custar R$200 mil no final do grupo.

Mas sem essa prática, o valor inicial do crédito se tornaria defasado devido à inflação.

Então isso permitiria que os primeiros contemplados adquirissem o bem sem problemas, enquanto os últimos teriam um poder de compra reduzido.

Conheça os índices de reajuste

Para evitar essa discrepância, os contratos contemplam normas e cláusulas que determinam os reajustes, atualizando o valor da carta de crédito.

Bem, geralmente, eu utilizo índices de inflação do setor ao qual o bem pertence, ou outras regras estabelecidas previamente.

Por exemplo, nos consórcios para veículos, é comum eu recorrer ao índice de aumento sugerido pelas montadoras.

Dessa forma, ajusto o valor sempre que uma nova tabela de preços para os veículos é lançada pela montadora

Mas isso resulta no reajuste das parcelas mensais, proporcionais a esse novo valor. Para entender os critérios de reajuste da sua carta de crédito, é essencial ler atentamente o contrato de adesão.

Então é importante destacar que, mesmo após a contemplação, o participante deve arcar com os reajustes até que todos os membros do grupo tenham sido contemplados

Perguntas comuns sobre consórcios

Estamos perto do final do nosso conteúdo! Como nosso objetivo é esclarecer o máximo de questões sobre consórcios, organizamos aqui as principais dúvidas frequentes sobre essa modalidade.

Como recebo o saldo do fundo de reserva ao final?

Após a conclusão do grupo, a administradora deve comunicar a todos os cotistas os valores a serem restituídos, distribuídos de forma proporcional ao valor das parcelas.

Posso trocar o bem da minha cota de consórcio?

Se o bem se encaixar no valor da carta de crédito ou a diferença não exceder 50% do valor do bem original, é possível consultar a administradora sobre essa possibilidade.

No caso de veículos, posso substituir um bem alienado por outro?

A substituição do bem alienado fiduciariamente depende da autorização da administradora. Então documentos necessários incluem:

Cópia autenticada do Certificado de Registro de Veículo (CRV) do novo bem, com a respectiva cláusula de alienação fiduciária; Nota fiscal do novo bem; Para bens usados: Avaliação específica do estado e valor do novo bem, feita por uma empresa indicada pela administradora.

Mas, se estiver com parcelas atrasadas, posso reativar minha cota ao retomar os pagamentos?

Entre em contato com a administradora para entender como reativar a cota.

Serei contemplado se pagar o valor total da cota?

Quitar integralmente a cota não garante ao consorciado a contemplação. Então a contemplação ocorre apenas por meio de sorteio ou lance

Beneficio de fazer um consorcio em betim

Como fazer um consórcio em betim: Depois de explorar detalhadamente as vantagens do consórcio, é evidente que essa modalidade pode ser crucial para a realização dos seus objetivos.

Mas vamos ressaltar alguns dos benefícios:

Investimento planejado

O consórcio é uma forma de investimento, sobretudo para quem enfrenta desafios para poupar. Ao comprometer-se com uma cota mensal, você está direcionando seu dinheiro para atingir um benefício específico.

Taxas baixas

Sem juros, as taxas são mínimas. A taxa de administração é estabelecida, garantindo transparência nos custos.

Escolha flexível

O mercado de consórcios oferece uma ampla gama de valores, tanto para o montante total quanto para as parcelas. Há opções para todos os bolsos.

Planejamento a longo prazo

O consórcio possibilita planos a longo prazo, como dar um carro a um filho ao completar 18 anos. Com cálculos precisos, é possível adquirir e quitar o veículo na idade certa.

Além disso, você pode criar uma reserva para cobrir seguros, manutenção e impostos, evitando gastos extras na aquisição do bem.

Sem entrada necessária

Se não poupou antes, o consórcio não exige entrada. O compromisso se resume aos pagamentos mensais.

Uso do FGTS

É possível utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para ofertar um lance, aumentando as chances de contemplação.

Menos burocracia

Mesmo para quem está negativado, é possível iniciar o pagamento do consórcio enquanto regulariza a situação do CPF.

Ingressar no grupo não envolve consulta ao Serasa, mas o nome deve estar limpo ao receber a carta de crédito.

Concluímos nosso artigo como fazer um consorcio em betim! Espero que essas informações sejam importantes

O consórcio não é apenas um meio de aquisição de bens ou serviços, mas um instrumento fundamental para quem busca comprometimento mensal, mesmo encontrando desafios para poupar.

É a oportunidade de direcionar o dinheiro com um objetivo claro, como realizar o sonho de ter uma casa, um carro, fazer um intercâmbio ou até mesmo uma cirurgia plástica.

Se houver qualquer dúvida sobre como aderir a um consórcio, não hesite em contatar as administradoras para esclarecer todas as questões.

A Contemplando Sonhos é uma das principais administradoras de consórcios do país, conforme o ranking do Banco Central.

Agora tiramos suas dúvidas, é o momento ideal para simular um consórcio. Escolha seu bem, prazo e valor das parcelas e contrate

Se você e de betim ou tegião entre em contato comigo, que consigo te atender presencialmente, mas se for de outra região te atendo de forma Online.

Eu faço um atendimento personalizado através do WhatsApp clicando AQUI.

Gostou do artigo? Compartilhe com quem precisa de um consórcio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *